10 de outubro de 2017

Até os Mares Serem Desertos - Julia Quinn, Eloisa James e Connie Brockway

Livro: Até os Mares Serem Desertos
(The Lady Most Willing...)
Autores (as): Julia Quinn, Eloisa James e Connie Brockway
Número de páginas: 304
Editora: Asa

Sinopse: Taran Ferguson, aristocrata arruinado, está cansado de esperar que os seus dois sobrinhos assegurem a linhagem de família através do matrimónio. Perante a passividade dos jovens, resolve tomar medidas (no mínimo) drásticas: invade o baile de um lorde com o objetivo de raptar três potenciais noivas. Mas a situação complica-se quando, inadvertidamente, rapta uma noiva a mais. Entre as eleitas encontram-se agora uma jovem lindíssima, uma herdeira de reputação ligeiramente duvidosa, uma beldade inglesa e uma incauta donzela sem nome e sem fortuna…
E no regresso a casa a situação complica-se ainda mais. Taran não só terá de lidar com a ira do Lord Bretton, que por azar se encontrava no lugar errado à hora errada, como com o forte nevão que os encurrala a todos no decrépito castelo. À medida que as horas vão dando lugar a dias, a tentação vai insinuar-se entre o insólito grupo. Quem dentre eles irá ceder?
E no regresso a casa a situação complica-se ainda mais. Taran não só terá de lidar com a ira de Lord Bretton, que por azar se encontrava no lugar errado à hora errada, como com o forte nevão que os encurrala a todos no decrépito castelo. À medida que as horas vão dando lugar a dias, a tentação vai insinuar-se entre o insólito grupo. Quem entre eles irá ceder?
Escrito em conjunto por três das mais talentosas escritoras da literatura romântica contemporânea , Até os Mares Serem Desertos é uma combinação harmoniosa de talento e emoção. Um romance original, refrescante e pleno de magia!

RESENHA por Luciana Corrêa da Silva.

Olá, como vão?

Hoje trago a resenha de um super-lançamento daqui de Portugal. O livro é Até os Mares Serem Desertos (The Ladie Most Willing, original de 2013), publicação da Editora Asa e escrito pelas divas Julia Quinn, Eloisa James e Connie Brockway.

Este romance a três mãos é uma história maravilhosa, leve e delineada por mocinhos incríveis e mocinhas maravilhosas. O enredo nos apresenta o escocês Taran Ferguson, bruto e cheio de maus modos; ele é um aristocrata falido que já perdeu as esperanças várias vezes na vida. A primeira vez foi quando perdeu sua esposa e com ela se foram as chances dele ter um herdeiro, depois com seus dois sobrinhos, que parecem não estar dispostos a assegurarem a linhagem da família.

Não tens um pingo de sangue escocês nas veias? Um Ferguson toma o que quer, não importa o que a lei diz.

Taran não aguenta mais a passividade dos sobrinhos (que ele acha que são dois frouxos, incapazes de arrumar uma mulher) e resolve ele mesmo tomar medidas para que seu castelo não pare nas mãos de um maldito inglês qualquer. Assim, ele recorre a uma medida, digamos que desesperada, e invade um baile para que possa raptar três possíveis noivas. Seus homens o acompanham e, num momento apropriado eles saem do baile com as moças às costas.

Entre as belas moças estão uma beldade, uma herdeira de reputação comprometida, uma linda inglesa e uma descuidada donzela escocesa sem nome e sem fortuna. Assim que regressam ao castelo de Taran, percebem que terão de lidar com a fúria de Lord Bretton, dono da carruagem roubada, que por azar estava dentro dela quando as moças foram lá jogadas durante o rapto. Ele está no lugar errado, na hora errada e agora terá de ficar preso ao decrépito castelo, durante a forte tempestade de neve que assola as terras altas.

As horas passam e estas dão lugar aos dias. A proximidade acende curiosidades sobre esses personagens tão peculiares, e permitem às moças momentos que jamais viveriam se estivessem em meio à tão regrada sociedade. Passada a raiva pelo escocês bruto e sem modos, passam a ver aqueles dias ali como uma bênção em forma de liberdade e novidade. Os rapazes, tão regrados e que jamais pensam em se casar, cedem aos encantos das belas e simpáticas moças. Lorde Bretton acomoda-se à sua situação e tira proveito, esquecendo as decepções pelas quais passou. Lorde Oakley tenta fugir, a todo custo, das tentativas descabidas do tio de lhe arranjar uma noiva… e Robert Parles, conde de Rocheforte, convenceu-se de que, apesar de ele herdar o castelo de Finovair das mãos de Taran, nenhuma mulher quererá casar-se com um homem que não tem nenhum dinheiro.

Assim, durante dias enclausurados no castelo, viveremos momentos maravilhosos ao lado de Catriona, Cecily, Fiona e Marilla. Esta última garante a maior parte das gargalhadas que não conseguimos prender, pois seus modos desavergonhados e diretos nos encantam. Aliado a tudo, temos o maestro da confusão, Taran, com seu kilt e seus gritos de ordem pelo castelo, que nos inebriam com alegria e disposição.

O livro é leve, dinâmico e cheio de emoção. Eu, que nunca havia experimentado essa dinâmica entres escritoras, fiquei muitíssimo satisfeita. Cada uma conta uma terça parte da história e isso deixa tudo tão diferente… combina de forma harmoniosa e fluída, a escrita de três das melhores escritoras de romances do planeta.

Até os Mares Serem Desertos, que nos traz um título meio sem sentido até o parágrafo final (e que eu acho que teria ficado melhor se traduzido do original The Ladie Most Willing…), é um romance original, cheio de magia e refrescante como uma brisa primaveril, apesar de tanta neve. Na minha opinião um romance perfeito, se não fosse o pecadinho do título em português.

Já sabemos que Julia Quinn traz um selo de qualidade incontestável, mas admito que me agradou ainda mais essa forma de escrita e desenvolvimento da história. Recomendo a todos que adoram romances divertidos e cheios de emoção e amor. Não espere choro ou desespero, pois num velho castelo comandado por um maluco, onde o amor está no ar, viveremos somente alegrias e descobertas fantásticas.

Super recomendo a leitura destes três contos, total e magicamente entrelaçados, e espero que chegue logo por aí.

Catriona ainda se perguntava como acabara raptada do baile, juntamente com Lady Cecily e as filhas Chisholm, mas o facto é que fora a primeira a ser atirada para dentro da carruagem. Aterrara mesmo em cima do duque, que inicialmente respondera com um ronco e depois com uma sapatada atrevida no seu traseiro.

Beijinhos e até a próxima ;)

Lady Most:
01. The Lady Most Likely...;
02. Até os Mares Serem Desertos.

Outras capas:

   




Um comentário

  1. Oi Lu, esse é um romance quatro em um então? quatro moças, quatro homens, ou talvez seja só aventura e diversão pra todos os lados, em todo caso fiquei super interessada na história e como Júlia é queridinha por aqui, espero poder ter essa preciosidade por aqui futuramente. A capa tá linda, dá vontade de ver o mar :) e amei a resenha, você sempre me deixando com vontade de me mudar pra uma livraria em Portugal rsr Beijos... *__*

    ResponderExcluir