18 de dezembro de 2017

A Corte de Luz - Richelle Mead

Livro: A Corte de Luz 
The Glittering Court #1
Autor (a): Richelle Mead
Número de Páginas: 400
Editora: Planeta
Compre aqui.

Sinopse: Nova trilogia da autora que conquistou o mundo com Academia de Vampiros e Bloodlines.
Elizabeth, condessa de Rothford, foi condenada a um casamento arranjado com um rico – e entediante – comerciante de cevada. Pra fugir desse destino, a garota assume a identidade de uma de suas criadas e foge em uma carruagem em direção à floresta de Adoria. 
Lá, Elizabeth, que agora atende por Adelaide, é acolhida na Corte de Luz, uma espécie de internato que capacita jovens de baixa renda e as transforma em verdadeiras damas da sociedade. A condessa disfarçada de serviçal sai-se muito bem nas atividades da escola e, em pouco tempo, chama a atenção de Cedric, o filho do dono do lugar. Uma poderosa atração nasce entre Cedric e a misteriosa Adelaide, colocando não só o disfarce da garota em risco, mas também um grande segredo que o rapaz procura esconder a todo custo.

RESENHA por Luciana Corrêa da Silva.

Oi, como vão?

Hoje trago a resenha de A Corte de Luz, escrito pela Richelle Mead e publicado pela editora Outro Planeta. Richelle Mead é velha conhecida dos leitores brasileiros desde a série Academia de Vampiros, na qual conquistou muitos de nós.

A Corte de Luz é um lugar único, uma espécie de escola/internado. É para lá que vão as moças que pretendem melhorar de vida, é lá que elas conseguem se preparar para serem verdadeiras damas da sociedade. Quanto melhor elas se saem, melhor é a colocação para conseguirem negociar seus casamentos e serem as melhores esposas que os novos-ricos das colônias podem conseguir. É uma oportunidade muito boa para as meninas bonitas que nasceram em famílias pobres e não vêem um bom futuro à frente.

Essa não é a realidade de Elizabeth, condessa de Rothford, ou pelo menos não deveria ser. Ela está apavorada, pois foi condenada a um casamento arranjado com um rico – e entediante – comerciante de cevada. Ela não tem escolha, mas para fugir desse destino odioso troca de identidade com uma de suas criadas e foge em uma carruagem em direção a um mundo desconhecido.

A condessa agora é uma moça simples que consegue disfarçar-se de serviçal. Ela vai bem nas atividades, mas simula não saber das coisas para que ninguém descubra sua identidade verdadeira. A agora Adelaide chama a atenção do rapaz que lhe recrutou, filho do dono da empresa que negocia as meninas. Cedric corresponde a uma poderosa atração e acaba por colocar tudo em risco, pois são muitos os segredos dos dois.

Eu não sei bem o que dizer para explicar o porquê desse livro não ser “o” livro maravilhoso. O casal de início não tem química nenhuma, a paixão de Adelaide parece ser platônica. Ele é bondoso, querido e cuida dela, mas parece fazer isso com todas as outras moças sob seus cuidados. Cedric demorou muito para me convencer de que era uma boa escolha, uma aposta vencedora, mas o que mais me desiludiu foi sua imaturidade no momento em que ele mais precisava ser esperto.

A trama parece morna e, quando nos damos conta estamos muito fora de um mero romance de época, pois é ambientado em lugares e situações muito inusitadas. Os personagens são pouco envolventes, mas marcantes, pois desenvolvem-se de forma lenta. Confesso que não me prendeu como eu gostaria, mas flui de maneira satisfatória, pois somos movidos pela curiosidade.

Este livro é o primeiro de uma trilogia que, ao que sei, contará a história das duas melhores amigas de Adelaide, Mira e Tamsin, mas não faço ideia de como isso se desenvolverá, pois muitas coisas ficaram em aberto.

Bom, se você deseja se aventurar por um enredo diferente, mistura de distopia, fantasia e romance de época, acredito que possa gostar muito dessa leitura e ler algo diferente e que vale a pena, mesmo não sendo cinco estrelas.

Beijinho e até a próxima.

The Glittering Court:
01. A Corte de Luz;
02. Midnight Jewel;
03. The Emerald Sea.

Outras capas: 
   




Um comentário

  1. Luciana querida, eu estav com saudades de ler uma resenha sua então passei por aqui e conferir a resenha de 'A Corte de Luz'. Já tinha visto a capa pelas redes sociais mas até onde lembro foi a primeira resenha que parei pra ler e gostei demais da sua sinceridade e dos argumentos usados. Uma pena quando o livro não é o que esperamos, quer dizer, foi bom mas poderia ser mais empolgante sei o que é isso.
    Beijos e parabéns pela leitura ☺️😜😍😘

    Feliz natal 🎄🎄🎄💕💒💕
    Leituras, vida e paixões!!!

    ResponderExcluir