O Duque - Katharine Ashe

Livro: O Duque (The Duke) 
Devil's Duke #3
Autor (a): Katharine Ashe 
Número de Páginas: 336
Editora: TopSeller

Sinopse: Quando Amarantha e Gabriel se conheceram, as suas vidas eram muito diferentes. Ela era apenas uma jovem a caminho da América para se casar com um pregador protestante. Ele era marinheiro, e não podia acreditar na beldade perante si.
Numa noite de tempestade, com o navio em risco, encontraram um no outro a segurança que o mundo nunca lhes poderia dar. Mas a sorte nem sempre protege os apaixonados. Pouco tempo depois, prestes a cancelar o casamento, Amarantha recebeu a notícia de que Gabriel tinha morrido no mar, numa última missão antes de voltar para fugir com ela. De coração partido, decidiu avançar com o casamento.
Agora, Amarantha é viúva. Dirige-se à Escócia em busca da sua cunhada desaparecida, Penny, e espanta-se com as histórias surpreendentes do Duque do Diabo, senhor daquelas terras. Um duque satânico, capaz das piores violências, dedicado a uma vida de prazeres profanos e maldades.
Enorme é a surpresa de Amarantha quando descobre a sua identidade. É Gabriel. E está vivo. Amarantha não é capaz de conciliar essas duas imagens no seu coração. O Gabriel que conhecera era carinhoso e respeitara a sua inocência. Este Gabriel é odiado e temido por todos.
Amarantha precisa de saber. Precisa de descobrir a verdade sobre o Duque do Diabo.

RESENHA por Luciana Corrêa da Silva.

Olá pessoal, tudo bem por aí?

Estou muito empolgada com a resenha de hoje, é do mais novo lançamento da Katharine Ashe cá em Portugal e chama-se O Duque. Este livro é o terceiro livro de uma trilogia que começou com O Espadachim e depois tivemos O Conde e agora é a vez de Gabriel e Amarantha.

Devo confessar que o primeiro livro que li dessa autora não foi o meu preferido. O Espadachim (ver resenha aqui) tem uma pegada diferente e um tanto arrastada, mas depois de ler O Conde fiquei mais animada e agora favoritei O Duque. Que livro incrivelmente maravilhoso! Apaixonei-me ❤

Amarantha é uma jovem bem disposta e feliz. Conhece seu noivo de forma bem normal e é assim que ela pretende levar a vida ao lado dele, que é um pregador protestante rumo à América. Assim, de casamento marcado, ela parte com ele para a colónia de Kingston, na Jamaica. Tudo corre bem até que a ilha é assolada por uma terrível tempestade e, nessa noite de medo e insegurança, quando sozinha e sem nada mais do que esperança, ela conhece um marinheiro que a salva.

Gabriel é um homem incrível, mas está com seu navio em risco, a tempestade é implacável e ele nada pode fazer. Assim, quando menos espera, ele encontra a beldade que marcará a sua vida para sempre. A atração é inevitável, Amarantha vê em Gabriel aquilo que sempre sonhou em um homem. Ele é gentil e prestativo, educado e belo como o pecado. Então ela decide que se não pode lutar contra o que sente e Gabriel parece querer desistir de tudo para tê-la, ela entende que terá de desfazer o noivado para seguir o caminho do coração.

E assim, quando está prestes a mudar sua vida pra sempre, ela recebe a notícia de que seu amor morreu no mar em sua última missão antes de deixar tudo para ter uma vida feliz ao lado dela.

Só que a vida não escolhe o caminho que nossos amados personagens desejam e ela se casa com o pregador e vive sua vida de missionária, até que fica viúva. As fatalidades não dão trégua e nossa determinada mocinha precisará voltar à Escócia para seguir as pistas deixadas pela cunhada desaparecida. Pelo caminho sabe de uma história horripilante, onde o senhor das terras é chamado de Duque do Diabo, de tantas que são as maldades atribuídas a ele.

O tal Duque é um homem satânico, capaz das piores violências, que dedica a vida aos prazeres e maldades sem medir a consequência de nada. A surpresa de Amarantha é enorme quando ela descobre quem é o tal homem abominável. É Gabriel e ele está vivo! Fica quase impossível associar esse Duque com o maravilhoso marinheiro que ela tanto amou. Será que ela conseguirá conciliar essas duas imagens no seu coração?

O Gabriel que ela conhecia era doce e carinhoso que a respeitara acima de qualquer desejo; esse é um homem odiado e temido por todos. Nossa mocinha querida precisará se esforçar em busca da verdade.

Eu amei esse livro, ele tornou-se o meu preferido da autora e o mais interessante de tudo é poder ler os livros de forma independente, então se quiser ler só esse, os anteriores não farão falta. A narrativa é linda e bem construída e os personagens são encantadores desde o começo, onde também lá estão os dos livros anteriores. Gabriel é doce, querido e sabe dar valor ao importante da vida. Ele não mede esforços em ser generoso e altruísta. Amarantha é uma mulher pura e sedutora, mas segura e forte quando percebe o que quer da sua vida.

O destino separa o amor, mas quando o reúne novamente, não tem como não nos arrebatar. Fiquei muito fã da trilogia que ganhou meu coração a cada novo livro e que traz neste o final perfeito para tudo o resto. O livro é fofo do começo ao fim...

Espero que logo saia no Brasil. Leiam, divirtam-se e até a próxima. 😉

Devil's Duke:
03. O Duque;
04. The Prince.

Outras capas: 

 


3 comentários

  1. Que bom que você não desistiu da autora logo no primeiro livro né Lu? é por isso que sempre leio mais de uma história antes de decidir se aquela autora é ou não pra mim. Eu achei a história desse livro bem empolgante, fiquei super curiosa pra ver esse romance acontecer e saber porque ele se fez de morto e permitiu que ela se casasse com outro. A capa com cara de livros da antiga Nova Cultural muito me agrada rsrs e só não curti o nome da protagonista, Amarantha é o nome de uma vilã de uma série de fantasia que tô lendo haha e se eu eu lesse esse livro agora iria ter dificuldade de desassociar kkkk
    Amei a resenha Lu, espero conhecer essa autora futuramente, quem sabe ela não vem a ser publicada por aqui né, a esperança é o que me move. Bjks!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lili, acho que sou a rainha da persistência, mas também como fazer com uma capa dessas? Deixar o coitadinho com frio na prateleira? Num dá, né? kkkkkk Esse livro é um show, eu amei e ele redimiu os anteriores kkk Não te preocupes com o nome dela, porque ele pronuncia com tanta doçura que jamais passa pela nossa cabeça que a querida Amy seja uma vilã, nem por um minuto... Mas entendo o que dizes, porque sou exatamente assim como vc. Peço a Deus que alguém se alerte para o que as leitoras brasileiras estão perdendo, não ter esses livros aí é um desperdício total! Obrigada pela conversa, é sempre a melhor da minha semana, beijinho <3

      Excluir
    2. Amy, ai já gostei, diminutivos logo me conquistam kkkkk :D

      Excluir