18 de julho de 2018

Nada Escapa a Lady Whistledown - Julia Quinn, Suzanne Enoch, Karen Hawkins e Mia Ryan

Livro: Nada Escapa a Lady Whistledown
(The Further Observations of Lady Whistledown )
Lady Whistledown #2
Autor (a): Julia Quinn, Suzanne Enoch, Karen Hawkins e Mia Ryan
Número de Páginas: 320
Editora: Arqueiro
Compre aqui.

Sinopse: Em Nada Escapa a Lady Whistledown, a cronista eternizada por Julia Quinn continua a revelar os acontecimentos mais apimentados da temporada londrina. Suas colunas são o fio condutor das quatro histórias que formam esta encantadora e divertida coletânea.
Há tanto a ser dito sobre o baile oferecido por lady Trowbridge, em Hampstead, que esta autora não teria como contar tudo em só uma coluna...
Crônicas da sociedade de lady Whistledown, maio de 1813
Julia Quinn encanta...
A alta sociedade está em polvorosa, afinal a debutante mais promissora da temporada foi rejeitada por seu pretendente... apenas para ser conquistada em seguida pelo charmoso irmão mais velho do canalha que não a quis.
Suzanne Enoch fascina...
Um futuro noivo fica sabendo que o comportamento escandaloso de sua bela prometida foi parar na coluna de lady Whistledown e volta correndo para Londres com o intuito de ganhar o coração da moça de uma vez por todas.
Karen Hawkins seduz...
Um conhecido libertino tem sua amizade mais antiga e seu coração postos à prova quando uma adorável dama se encanta por outro cavalheiro.
Mia Ryan delicia...
Uma jovem é despejada da própria casa por um detestável – embora charmoso – marquês que pretende tomar posse não apenas do imóvel, mas também de sua antiga moradora.

RESENHA por Lili Aragão.

E a leitura da vez foi Nada escapa a Lady Whistledown, a icônica e amada personagem da Julia Quinn apronta das suas em quatro contos novos nesse lançamento da Arqueiro.

O primeiro livro lançado aqui foi Lady Whistledown Contra-ataca e foi a primeira resenha desse ano feita pela Lu, ela curtiu muito e para conferir é só entrar aqui.

******
Suzanne Enoch – Um amor verdadeiro.
Lady Anne Bishop ficou noiva do Marquês de Halfrust ao nascer, as duas famílias eram amigas e por gostar de Maximiliam, então com 7 anos, o pai de Anne fechou esse acordo que era conhecido por toda a Londres.

Mas os anos se passaram e Max que se viu responsável pela mãe e pelo condado de Halfrust aos vinte anos, enfrentou muitas dificuldades, acabou dando o noivado como certo e não se preocupou nem em se corresponder com sua noiva. Contudo ao saber que sua prometida estava fazendo anjos na neve com outro cavalheiro, ele corre pra Londres com a intenção de casar e levá-la embora. Mas Anne não é a moça dócil que ele esperava e ele tem que se provar merecedor dela para conquistá-la.

Eu já conhecia a escrita da Suzanne de outros livros dela lançados por aqui e ela me agrada muito, é leve e envolvente, contudo acho que se esse conto fosse um livro completo Anne iria me irritar muito, ela é meio mimada e toma umas atitudes que não me convenceram mesmo que justificadas. Ainda assim, como conto a história funcionou bem e gostei muito de acompanhar.

Karen Hawkins – Dois Corações.
Sir Royce Pemberley e sua irmã são amigos da Srta. Elizabeth Pritchard desde a infância. Liza é uma mulher independente, que perdeu os pais muito cedo e que aprendeu como controlar a fortuna que lhe foi deixada de herança e multiplicá-la ficando conhecida por seus conselhos sábios nos negócios.

Sendo uma mulher rica, mas sem parentes, os irmãos sempre ficavam atentos aos caça-dotes que se aproximavam da amiga, prontos a enxotá-los. Mas aos 31 anos, Liza que parece ter tudo começa a sentir falta de algo mais na vida, e a aproximação dela com Durham deixa os irmãos preocupados. É quando Royce começa a perceber o quanto Liza lhe é importante.

Assim como no conto anterior o mocinho só toma uma atitude ao perceber que tem concorrência e apesar da autora escrever de forma fluída, achei que ela deixa para resolver tudo nas páginas finais e perde muito tempo com debates internos. Ainda assim, Liza e Royce são personagens interessantes, Liza especialmente, independente, inteligente e forte.

A história é muito boa e tem potencial para ser um livro completo onde a autora poderia ter mais espaço para desenvolver a trama.

Mia Ryan – Uma Dúzia de Beijos.
Lady Caroline Starling e sua mãe foram despejadas após a morte do pai e a posse do novo Marquês de Darington do título. Três anos depois, aos 25 anos, ela tem uma crise de choro no teatro quando a única alternativa que parece ter é casar-se com um homem que não gosta. Escondida ela é ajudada por um estranho muito bonito, e se surpreende ao descobrir que o estranho é o novo lorde Darington.

Terrance Greyson, o novo marquês de Darington, feriu-se na guerra e desde então tem dificuldade na fala, passou três anos se recuperando e acha que está pronto para voltar à sociedade e se casar. Mas, e apesar de pensar claramente, ele não consegue se expressar tão bem, tornando-se mais reservado e adquirindo uma reputação de arrogante, o que vem a ser mais um problema para ele ao se interessar por Caroline.

Um dos melhores contos para mim, os personagens são maravilhosos, a história é leve, a escrita é envolvente, desejei fervorosamente ter um livro completo desse conto, que por ser um conto,, ficou um pouco corrido. É o menor dos quatro, mas nem por isso é menos encantador.

Julia Quinn – Trinta e Seis Cartões de Amor
A Srta. Susannah Ballister foi cortejada durante seis meses pelo Sr. Clive Mann-Formsby e quando ele foi visto em uma joalheria, ela e toda a sociedade concluiu que seria ela a pedida em casamento, mas qual não é sua surpresa ao ser preterida em favor da Srta. Harriet Snowe. Sentindo-se humilhada e sendo tratada de forma horrenda pela sociedade da época, ela se recolhe ao campo. Mas uma onda de frio, que proporciona lagos de gelo para a patinação, traz a família dela de volta.

O Conde de Remminster, David Mann-Formsby não achava que Susannah daria uma boa esposa para seu irmão, mas não interferiu na decisão dele. Ao encontrá-la em um baile, no entanto, ele sente que deve se desculpar. E é quando ela não está mais ligada ao irmão que ele consegue enxergar o brilho dela e pensa que ela daria uma ótima condessa.

A história tem o selo da Julia de qualidade, é encantadora e fecha bem os contos dos livros. O conto me arrancou algumas risadas e parece ser o mais completo de todos, tem personagens secundários cativantes e até um epílogo para nos alegrar.

******

A leitura de Nada Escapa a Lady Whistledown em resumo foi bem encantadora, acho bacana como essas autoras conseguem se complementar e a forma como as histórias estão ligadas é bem interessante. Fico imaginando como se dá o processo de criação dos contos.

Lady Whistledown está mais perspicaz e irônica do que nunca e sua participação foi fundamental em todas as histórias, deu para matar as saudades dela e me vi curtindo muito a leitura, o que só me leva a recomendá-la.

Livros:
02. Nada Escapa a Lady Whistledown.

Outras capas: 



Nenhum comentário

Postar um comentário