8 de julho de 2018

O Segredo do Conde - Lorraine Heath

Livro: O Segredo do Conde
(The Earl Takes All)
Os Sedutores de Havisham #2
Autor (a): Lorraine Heath
Número de Páginas: 284
Editora: Gutenberg
Compre aqui.

Sinopse: Numa noite de verão, Edward Alcott cede à tentação e beija Lady Julia Kenney em um jardim escuro. No entanto, a paixão que ela agita dentro dele, deve ser deixada nas sombras, isto porque ela ama seu irmão gêmeo, o Conde de Greyling. Mas quando a tragédia ataca, para honrar o voto que ele faz ao seu irmão moribundo, Edward deve fingir ser Greyling até a condessa entregar seu bebê. 
Depois que seu marido retorna de uma estada de dois meses, Julia o encontra mudado. Mais ousado, mais atrevido e mais perverso, mesmo que ele limite seus encontros para beijos. A cada dia que passa, ela se apaixona mais profundamente.
Para Edward, as brumas do desejo provocadas naquela noite há muito tempo são rapidamente reavivadas. Ele anseia ser o marido dela de verdade. Mas se ela descobrir sua artimanha, ela o desprezará - e a lei inglesa o impede de se casar com a viúva de seu irmão.
No entanto, ele deve se atrever a arriscar tudo e revelar seus segredos se ele realmente deve levar tudo

RESENHA por Lili Aragão.

Mais um livro da Lorraine por aqui e eu só posso comemorar, a escrita dela me encanta e é cheia de paixão, o que sempre me atrai como leitora, não é a toa que a série se chama  “Os Sedutores de Havisham”. O romance que se desenvolve aqui conquista através da ideia do proibido e da alta dose de sedução.

Edward tornou-se o irmão mais novo por chegar uma hora depois de Albert, e enquanto Albert que vira o Conde, é reservado e mais sério, Edward é mais ousado e destemido. Um acidente fez com que eles ficassem órfãos muito cedo e ambos eram muito ligados. Assim, apaixonar-se pela noiva e aquela que viria a ser a esposa do irmão era algo que Edward não gostaria, mas infelizmente é o que acontece, e para não ficar próximo dela, ele encarna o papel de libertino e beberrão e finge não suportar Julia. Mas com o tempo ele percebe estar perdendo também o irmão que passa cada vez mais tempo com a esposa e nenhum com ele. Sentindo falta e tentando recuperar a companhia de Albert, ele inventa uma viagem para África, mas é lá que a vida dá uma guinada e uma tragédia faz com que somente um dos gêmeos retorne para cumprir uma difícil promessa feita no leito de morte.

Houve milhares de momentos ao longo do percurso em que uma escolha diferente poderia ter mudado tudo. Nós acreditamos que um caminho diferente pode dar resultados melhores. Mas a realidade é que pode também trazer algo pior.

Julia a meu ver é o ponto mais fraco dessa história, não vi tanta força nela a ponto de fazer dois irmãos se apaixonarem e ela se engana facilmente, ou se deixa enganar. Mas isso também pode ser apenas meu ciúme falando, por que Edward, ah esse sim me conquistou.

Edward é o gêmeo farrista, julgado de forma errada por muitos da nobreza por isso, mas ele se escondeu atrás desse personagem, ele é bom, nobre, amadurece muito na história, pretendia levar seu amor pro túmulo a fazer sofrer o irmão ou Julia, mas quando colocado na condição de marido, mesmo que através de uma mentira, ele extrai o melhor de Julia, a desafia e deixa ela mais ousada, interessante. Ele também, conta histórias para bebês, ajuda os pobres, enfrenta inquilinos inadimplentes, é apaixonado, é apaixonante, precisa de mais?!!

- Eu não danço desde a última temporada – ela disse enquanto ele a conduzia para fora da biblioteca.
- Eu não danço desde a última vez em que dancei com você.
- Mas você dançava com outras mulheres – ela lembrou. Júlia o tinha visto dançando com elas, e todas pareciam completamente enfeitiçadas.
- Eu dançava, mas em geral me retirava para a sala de carteado depois de valsar com você. Eu gostava que sua fragrância continuasse comigo, o que, pensando agora, era um tanto masoquista da minha parte.
- Eu realmente não fazia ideia.
- Esse era o objetivo do meu comportamento indesculpável – Eles chegaram ao vestíbulo e Edward a soltou – Agora preciso que você entenda e confie que eu não sou o homem que era antes.

Lorraine entrega nesse livro, um romance proibido, angustiante, sofrido, mas também envolvente, apaixonante, sedutor, que floresce em meio a muitas dificuldades e coloca a prova noções de certo e errado. Afinal, o coração não tem leis e alguns sentimentos são incontroláveis.

Acho que a ressalva que faço da história é sobre o tempo que a mentira transcorre, eu preferiria que fosse menor, por uma questão pessoal, e eu acabei demorando um pouco para me envolver com a história por isso, mas uma vez envolvida fui me apaixonando mais e mais.

Foi um desafio para a autora encontrar uma solução para chegar no final feliz e a nota ao final, falando sobre as pesquisas que ela fez ao assumir o risco de escrever essa história fala disso.

Há participação ativa dos personagens do livro anterior e do protagonista do próximo (preciso do livro de Locke, espero que a editora não demore a trazê-lo para cá) e é bem bacana ver todas as interações entre eles, gostei especialmente do Marquês de Marsden pai de Locke, mesmo considerado louco ele é bem lúcido e imagino que eu vá gostar e muito de vê-lo participando da história do filho.

A edição está belíssima, se há erros não os percebi e os detalhes em azul combinando com a cor dos olhos da modelo na capa dão um charme ainda maior a ela. A história é polêmica, mas angustiantemente linda também e recomendo sim a leitura.

Muitos Beijos.

Série Os Sedutores de Havisham:
02. O Segredo do Conde;
03. The Viscount and the Vixen;
04. When the Marquess Falls.

Outras capas:

   

Nenhum comentário

Postar um comentário