[RESENHA] Amor em Manhattan de Sarah Morgan


Livro: Amor em Manhattan
(Sleepless in Manhattan) 
Para Nova York, Com Amor #1
Autor (a): Sarah Morgan
Número de Páginas: 384
Editora: Harlequin 
Compre aqui.

Sinopse: Um romance brilhante sobre três amigas que decidem abraçar a vida – e o amor – em Nova York. Calma, competente e organizada, Paige Walker adora um desafio. Depois de passar a infância em hospitais, ela quer mais do que tudo provar seu valor – e que lugar pode ser melhor para começar sua grande aventura do que Nova York? Mas quando ela perde seu emprego dos sonhos, Paige vai descobrir que o maior desafio será ser sua própria chefe! Só que abrir sua própria empresa de organização de eventos e concierge não é nada comparado a esconder sua paixonite por Jake Romano, o melhor amigo do seu irmão e o solteiro mais cobiçado de Manhattan. Mas quando Jake faz uma excelente proposta para a empresa de Paige, a química entre eles acaba se tornando incontrolável. Será que é possível convencer o homem que não confia em ninguém a apostar em um feliz para sempre? O primeiro livro da série para 'Nova York, com amor' traz um enredo empolgante e divertido, com personagens superando situações inusitadas em busca do seu final feliz.

RESENHA por Lili Aragão.

Hoje vamos falar de um lançamento de fevereiro da Harlequin, Amor em Manhattan da Sarah Morgan, que faz parte da série Para Nova York, Com Amor.

O livro conta a história de Paige que passou por maus bocados na adolescência por ter um problema no coração e viveu boa parte da vida sendo protegida por seus pais, irmãos, professores e amigos. Mesmo sendo grata, Paige ansiava pelo momento em que seria ela a tomar as próprias decisões sobre sua vida, e assim, após uma cirurgia que permitiu que se curasse do problema, optou por viver longe da pequena ilha onde nasceu e foi criada, para morar perto do irmão em Manhattan - Nova York e ter mais independência.

Dividindo o apartamento com Eva e morando no mesmo prédio que Frankie, amigas de infância, e que pertence ao irmão Matt, Paige está se sentindo muito bem e faz planos ao pensar que está para ser promovida depois de muita dedicação no seu trabalho, que coincidentemente é o mesmo local de trabalho das amigas. Se não fosse pela chefe que é uma bruxa, Cynthia, ela não teria do que reclamar.

Mas o que ela pensava ser uma promoção acaba por ser uma demissão, e tanto ela quanto as amigas se veem sem emprego ao serem incluídas numa demissão em massa. Sem saída, ela e as amigas estão arrasadas quando recebem a visita de Matt e Jake, que é o melhor amigo do irmão e paixão adolescente de Paige, e este sugere que elas abram o próprio negócio, e mesmo relutantes elas abraçam a ideia e lançam uma empresa no mesmo segmento em que trabalhavam.

Achei bonita a relação dela com as amigas e o fato delas serem bem diferentes umas das outras. Eva é sonhadora, Frankie é pragmática e Paige é um pouco das duas. É bem fácil se identificar com elas, afinal, em grupos de amigos as personalidades geralmente são diferentes e se complementam, e senti uma conexão com a amizade criada por elas, que se completam e se amam, estando sempre lá quando a outra precisa.

O livro fala também da importância de dar mais liberdade para que a outra pessoa se desenvolva, seja amiga, irmã e filha. Cometer erros faz parte do caminho pro sucesso, não se deve impedir que a outra pessoa corra riscos só por querer evitar seu sofrimento, mas podemos e devemos estar lá caso não dê certo para apoiar e ajudar. O fracasso ensina bem mais que o sucesso e essa é uma das mensagens que consegui absorver lendo essa história.

Um fato que achei positivo nesse romance, foi que Jake não é o milionário que quer dar o mundo a Paige. Ele é um milionário, mas quer mostrar a Paige como conquistar o mundo por ela mesma, ele a desafia a correr riscos e ser melhor, pois sabe que é disso que ela precisa.

Toda mudança preocupa e dá medo, mas você precisa superar isso. Assuma os riscos. Eles podem ser divertidos.

Este é um romance leve e simples, bom pra passar o tempo e que cumpre bem o papel de entreter, mas tenho que destacar duas coisas que me incomodaram um pouco durante a leitura.

Como esse é o primeiro livro de uma série, antes desse tem um conto mas o mesmo não foi lançado por aqui, a autora vai nos apresentando os personagens, as amigas delas serão protagonistas dos próximos livros, e isso deixou a trama lenta inicialmente. Paige divide a atenção e demorei pra sentir que a história era mesmo dela, que era Paige a protagonista.

Além disso, Jake, que é o par romântico de Paige é daqueles bem difíceis. O romance entre eles demora a acontecer porque ele fica numa ladainha interna de querer protegê-la dele, pois tem uma história triste na infância e não confia no amor e pelo fato dela ser irmã de Matt, seu amigo, um blá blá blá sem fim. Cheguei até a desejar que surgisse outro personagem pra ela, e olha que eu odeio triângulo.

Ainda assim, Sarah consegue cativar e acho que os próximos livros têm tudo para me agradar mais. Espero que a editora traga logo a sequência, que vai contar a história de Matt e Frankie.

Esse foi o primeiro contato que tive com a autora e a escrita dela é fácil e fluída e ela demonstra um grande amor por Nova York, o leitor consegue viajar através de suas descrições e gostei sim, mesmo com algumas ressalvas, que são pessoais, o que me incomodou pode acabar passando despercebido por outro leitor.

Série Para Nova York, com amor:
0,5. Midnight at Tiffany's
01. Amor Em Manhattan; 
02. Pôr do sol no Central Park;
03. Miracle on 5th Avenue;
3,5. A New York Christmas Fairy Tale
04. New York, Actually;
05. Holiday in the Hamptons;
06. Moonlight Over Manhattan.

Outras capas: 

   




Nenhum comentário