[RESENHA] A Noiva de Julie Garwood


Livro: A Noiva
Lairds' Fiancées #1
(The Bride)
Autor (a): Julie Garwood 
Número de Páginas: 410
Editora: Quinta Essência.

Sinopse: Por ordem do rei, o bravo escocês Alec Kincaid vê-se obrigado a escolher uma jovem inglesa para sua noiva. Uma contrariedade que passa a desejo mal o seu olhar recai sobre Jamie, a filha mais nova do barão Jamison. A encantadora jovem de olhos violeta desperta logo nele uma vontade de lhe tocar, de a possuir, de a amar… para sempre.
Mas Jamie tem outros planos, que não incluem um bárbaro das Terras Altas escocesas como seu marido…
Apesar dos prazeres selvagens que se adivinham sob a fachada arrogante e rude de Alec, Jamie sabe que não deve sucumbir. Mas os beijos escaldantes do fogoso escocês acabam por levar a melhor sobre a sua vontade… e um sentimento bem mais poderoso do que o desejo ameaça dominá-la por completo.

RESENHA por Luciana Corrêa da Silva.

Oi gente, tudo bem? Trago hoje a resenha de um laçamento fresquinho cá em Portugal, chamado A Noiva, escrito pela diva Julie Garwood e publicado pela editora Quinta Essência.

Minha paixão por este livro começou quando vi esta capa pela primeira vez. Fiquei completamente arrebatada, apesar de depois tomar consciência de que esta não é a jovem inglesa, noiva do bravo escocês. Estamos em plena época medieval, onde os costumes e tradições eram muito diferentes do que são hoje. Naquela época as pessoas seguiam à risca as ordens de seus reis e assim aconteceu.

Alec Kincaid é um poderoso e bravo escocês que vê-se obrigado a casar-se com uma jovem inglesa, porque assim ordenou o seu rei. A escolhida é a filha de um barão inglês que está em grandes dificuldades e precisa também de fazer a vontade de quem manda. Apesar do barão não querer de forma alguma entregar sua filha mais nova, é obrigado a fazê-lo assim que o poderoso highlander adentra a sua casa e escolhe uma de suas filhas: escolhe a mais bela, a melhor de todas. Alec escolhe Jamie, a filha mais querida.

Sem ter como fugir, a moça e a irmã, que também foi prometida a um escocês, partem em viagem para as distantes terras da temida Escócia, mas o que começou com uma forte animosidade logo dá espaço ao desejo que um sente pelo outro.

Jamie é uma mulher muito bela, portadora de inebriantes olhos cor de violeta, lindos cabelos longos e um temperamento rijo e corajoso. A cada hora que passa, Alec fica mais e mais encantado pela moça. Com o passar dos dias, a longa viagem a obriga a conviver e a tolerar o temperamento duro e implacável do highlander que, quando está só com sua amada, é o mais carinhoso e querido dos homens, mas basta alguém aparecer… Isso tudo não basta para que sejam deixadas de lado as intriguinhas e as provocações que um faz com o outro.

Apesar de Jamie saber, conforme os dias passam, que seu marido é um homem bom e honrado, não faz parte de seus planos viver com alguém das terras altas e vai intentar a todo custo o que deseja de todo o coração. Eles são de mundos muito distantes e de temperamentos opostos.

Naquele olhar havia algo que lhe apertava o coração. Ela não conseguia definir o que era, mas começava a pensar que, se não fosse a expressão tão severa, gostaria dele. É claro que isso era ridículo, uma vez que ela já tinha decidido odiá-lo. Era um homem muito severo para o gosto dela.

O coração de Jamie pesa ao balançar diante da arrogância de Alec, que é um rude guerreiro de atitudes e conduta temida por todos. Apesar de saber que muito prazer lhe espera na companhia dele, Jamie faz todo o possível para impingir sua vontade. Entre beijos e carícias escaldantes, o fogoso escocês vai quebrando as paredes que Jamie impôs em sua vida. Assim, quando o calor da ternura e dos carinhos de Alec aquecem o coração de Jamie, um sentimento muito mais forte e imparável ameaça dominar a bela e decidida moça.

Eu já li algumas obras dessa autora e gostei muito, mas esse livro é o melhor livro dela na minha opinião. Ele acontece numa época em que a sociedade era tão bruta e tão difícil, mas Julie Garwwod consegue, como ninguém, colocar os sentimentos de amor e paixão acima do poder e da rusticidade de um homem que precisa ser exemplo e ser força. Ela não faz de Jamie uma mocinha frágil, ela é o que acredito que as mulheres da época eram, mulheres fortes e que podiam seguir o destino de sua vida pela força da inteligência e da astúcia.

Assim Jamie leva Alec, com inteligência, com perspicácia e muita sabedoria; ela vai domar todos os escoceses preconceituosos que lhe aparecem pelo caminho. Quando menos esperam, já estão todos a amá-la verdadeiramente.

Oh, tinha uma aparência demasiado feroz para o agrado dela! Mesmo assim, não compreendeu porque é que o seu coração pulsava com tanta força. Quanto mais o contemplava, mais lhe faltava o fôlego.

Beijinho e até a próxima 😉

Livros:
01. A Noiva;
02. The Wedding.

Outras capas:

   




Um comentário

  1. Aaaah Lu, amo os medievais da Julie, e fiquei louquinha quando vi esse lançamento de Portugal <3
    Amei a resenha, tb curti a capa mesmo sabendo que não faz jus a época. A história parece ser meu número, Highlander arrogante + protagonista forte = leitora apaixonada haha. Queroo e espero que a Universo dos Livros traga essa trama por aqui tb. Na vdd espero que a Universo continue publicando os livros dela né? deram uma parada, estou preocupada, mas ainda tenho esperanças que ano que vem eu tenha novos livros da Julie na minha estante.

    Bjks Lu...

    ResponderExcluir