O Duque Mais Perigoso de Londres - Madeline Hunter

Livro: O Duque Mais Perigoso de Londres 
(The Most Dangerous Duke in London)
Trilogia A Sociedade dos Duques Decadentes #1
Autor (a): Madeline Hunter
Número de Páginas: 288
Editora: Edições Chá das Cinco 

Sinopse: Três duques pecadoramente atraentes, três corações prestes a encontrar os seus parceiros. Toda a sociedade londrina está em suspenso com o regresso de França do escandaloso duque de Stratton. A sua reputação precede-o e sussurra-se que procura vingança pela morte do seu pai. Quando conhece Clara Cheswick, a bela e rebelde filha do homem que suspeita ser seu inimigo, o desejo complica o objetivo do duque. Clara pode ser a mulher que deslumbra Stratton, mas ela está mais interessada em publicar o seu jornal feminino do que em ser seduzida — especialmente por um homem que dizem estar sedento de vingança. No entanto, com o seu faro para uma boa história, Clara questiona-se se ele será sincero no seu desejo de justiça. 
Deixar-se arrebatar pelo duque tem provavelmente perigos que não antecipa, mas quem diria que seria tão divertido ser cortejada pelo perigo?

RESENHA por Luciana Corrêa da Silva.

Olá, como estão?

Hoje a resenha é de um laçamento cá em Portugal. O Duque Mais Perigoso de Londres, publicação da editora Saída de Emergência e escrito por Madeleine Hunter – já tem previsão aí no Brasil (viva!). Madeleine, americana, bestseller de romances históricos, já é nossa companheira de outras séries que amamos. Este é o primeiro da trilogia A Sociedade dos Duques Decadentes, que conta a história de Clara e Adam, Duque de Stratton.

O Duque de Stratton regressou à Inglaterra e a sociedade está em polvorosa. São muitas as especulações sobre o duque escandaloso e os homens fingem alegria quando o veem, mas isso é só para disfarçar o medo de que eles sejam chamados para um duelo. Os únicos a conversar com ele são seus amigos Gabriel St. James (Duque de Langford) e Eric Marshall (Duque de Brentworth); são os três que formam a Sociedade dos Duques Decadentes.

Stratton recebe um convite muito estranho, pois ele vem de seus vizinhos, inimigos há muito tempo, desde os tempos de seu pai. Ele vai ao encontro da velha viúva, que agora precisa ajudar o neto a ser o novo duque de Marwood. A velha é uma cobra, interfere não só na vida dos netos, como de toda a sociedade, pois ela é daquelas que ditam os moldes da sociedade.

Assim que chega, Stratton recebe a oferta de casar-se com Lady Emilia, a beldade irmã de Marwood, seu (novo) vizinho odiado. Este casamento deverá selar o fim da inimizade de tantos anos entre as famílias. Embora Emilia seja mesmo uma moça muito linda e impressionante, é a moça vestida toda de preto, montada em seu cavalo (ao longe) que chama sua atenção. Ele vai atrás dela, cavalgando pelas terras que disputam e quanto mais ele se aproxima, mais se encanta.

Ele parou o cavalo a três metros de distância. Não desmontou, antes se ergueu sobre ela. Clara pensou levantar-se, para encurtar a distância, mas não o fez. Se a sua intenção era assustá-la, teria de fazer melhor do que aquilo.

O problema é que Lady Clara não é uma mocinha frágil e medrosa, ela é uma mulher forte e determinada, que foi criada para ser autossuficiente (mesmo naquela época) e o casamento não faz parte de seus planos há anos.

Adam voltou porque tem o propósito de saber o que aconteceu para que seu pai tivesse um destino tão triste e inesperado. Ele busca vingança, mas quando conhece a filha rebelde de seu maior inimigo, e talvez o culpado por toda a sua dor, o desejo de tê-la complica seu objetivo.

Clara pode ser a mulher que deslumbra o duque mais perigoso de Londres, mas o que ela mais quer é publicar o seu jornal feminino e ser seduzida não faz parte de seus planos. A sombra que acompanha Stratton perturba Clara, ela sabe que sua sede por vingança é forte e pode ser maior que tudo o resto em sua vida. No entanto, Clara é esperta demais e possui um faro para uma boa história, mas será ela capaz de separar as coisas?

O Duque é um homem insistente e obstinado e provavelmente trará perigo para os planos tão bem delineados por Clara. Mas quem diria que seria tão divertido ser cortejada pelo perigo? Quem diria que o mais sombrio dos homens seria aquele que estaria disposto a tudo para tê-la?

– Infelizmente, ele não é como o pai. Ou como qualquer um dos outros. Ele é… perigoso.Ela riu.

Como eu estava saudosa do tom de mistério e enredo desafiante que só essa autora sabe dar… Ninguém mais que Madeleine Hunter sabe criar um mocinho endiabrado e sombrio… Ela nos deslumbra com um homem misterioso, inserido em uma dor tamanha que esconde o mistério que envolve todos os personagens do livro.

Esse livro, além de ideal para quem ama romance de época, é também o melhor para quem ama histórias que envolvam mocinhas independentes, intrigas familiares, mistérios e duques endiabrados. Eu amei a leitura, amei os personagens seguros de si e que deram à trama a medida certa de paixão e desejo. Não vejo a hora de ler o próximo, pois já estou apaixonada pelos demais duques amigos de Adam.

Beijinho e até a próxima ;)

A Sociedade dos Duques Decadentes:
01. O Duque Mais Perigoso de Londres;
02. A Devil of a Duke;
03. Não lançado.

Outras capas:



4 comentários

  1. E esse livro vai ser lançado aqui esse ano mesmo né Lu, mais um : Viva!! kkkkk... fiquei bem contente com essa resenha positiva desse livro assim como fiquei contente por saber que tem uma editora que vai trazê-lo pra nós esse ano, claro que já quero ler e saber mais desse protagonista meio sombrio e dessa protagonista autossuficiente :D Linda resenha como sempre e amei essa capa da versão portuguesa <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lili, adorei essa leitura e já fiquei doida pelos próximos livros. Esses duques são ótimos, tu vais ver só kkkk. A capa é mesmo linda, uma pena que essa editora não capriche tanto na revisão, sempre tem um errinho ou outro :(
      Beijinho e obrigada pela companhia :)

      Excluir
    2. Quando vai sair o livro???

      Excluir
    3. Aqui no Brasil - final de outubro.

      Excluir