16 de julho de 2018

Tarde Demais - Colleen Hoover

Livro: Tarde Demais
(Too Late)
Autor (a): Colleen Hoover
Número de Páginas: 384
Editora: Record
Compre aqui.

Sinopse: A autora best-seller do The New York Times está de volta com um romance ainda mais sombrio, intenso e assustadoramente real.
Para proteger o irmão, Sloan foi ao inferno e fez dele seu lar. Ela está presa em um relacionamento com Asa Jackson, um perigoso traficante, e quanto mais os dias passam, mais parece impossível enxergar uma saída. Imersa em uma casa incontrolável que mais parece um quartel general, rodeada por homens que ela teme e sem um minuto de silêncio, também parece impossível encontrar qualquer motivo para se sentir bem. Até Carter surgir em sua vida. 
Sloan é a melhor coisa que já aconteceu a Asa. E se você perguntasse ao rapaz, ele diria que também é a melhor coisa que já aconteceu a Sloan. Apesar de a garota não aprovar seu arriscado estilo de vida, Asa faz o que é preciso para permanecer sempre um passo a frente em seu negócio e proteger sua garota. Até Carter surgir em sua vida. 
A chegada de Carter pode afetar o frágil equilíbrio que Sloan lutou tanto para conquistar, mas também pode significar sua única saída de uma situação que está ficando insustentável.
Colleen Hoover não tem medo de escrever sobre assuntos delicados e Tarde demais prova isso. Perpassando as formas mais cotidianas de machismo até as formas mais intensas e cruéis de abuso, a autora mergulha na espiral atordoante que é um relacionamento abusivo.

RESENHA por Luciana Corrêa da Silva.

Olá, como vão?

Hoje trago a resenha de um livro único, mas não no sentido de pertencer a uma série nem nada disso, essa história é única por nos trazer algo que jamais foi lido em obra alguma.

Tarde Demais, escrito pela nossa “diva atropeladora master” chamada Colleen Hoover, traz uma história bela e sofrida em graus jamais antes vistos. E a editora que nos traz essa beleza é a Record.

Tá, eu sei que a cada livro da CoHo que eu leio, tenho a sensação de que sobrevivi a um atropelamento e que muitos dos livros dela eu nem consegui resenhar. Mas com esse foi bem diferente, eu ainda não tenho condição de dizer algo coerente (acho), mas preciso dividir com vocês essa leitura.

Sloan tem muito poucos objetivos na vida. O principal é proteger o irmão, e depois vem a necessidade de sobreviver a um relacionamento com um perigoso traficante. Ela é uma mulher presa a Asa Jackson, pois é ele que lhe dá um teto e que custeia as despesas médicas de seu irmão.

Os dias passam como se ela vivesse em um verdadeiro inferno, o que Sloan vive eu jamais li em livro nenhum e só imaginei que alguém possa passar pelo que ela passa, é difícil acreditar que alguém consiga viver assim. Ela não vê saída para uma relação que extrapola o abusivo e perigoso, tanto emocional quanto fisicamente.

Moradora de uma casa que mais parece um covil de traficantes e estupradores, ela vive rodeada por homens que a aterrorizam, mas é com o pior de todos eles que ela se deita e dorme todas as noites. É com Asa que ela não tem um minuto de sossego e nem mesmo de descanso, pois ele a impede de dormir com noites regadas por muito sexo por coação. Ela não tem nenhum motivo para se sentir bem ou protegida, até que Carter aparece…

Sloan é tudo na vida de Asa, o maior feito da vida dele, a melhor parte… Praticamente a única certeza que ele tem na vida, é que ele é a melhor coisa da vida de Sloan, ele sabe que ela o ama acima de tudo, até mesmo dos abusos. Se ela chora durante o sexo, é porque está achando ótimo (!).

Asa é o mais controlador de todos os seres que já existiram, ele está sempre à frente de seu negócio e sempre um passo à frente de tudo para proteger sua garota. Ela não aprova em nada seu estilo de vida perigoso e brutal, mas Sloan não conhece outra realidade, pois saiu da casa da mãe, depois de não aguentar mais uma vida tão desregrada de viciada. Mas tudo muda quando Carter aparece…

Assim que Sloan conhece Carter, sabe que ele abalará o seu mundo, ela sabe que Carter colocará em risco o tão sofrido equilíbrio conquistado com pavor e sofrimento. Ela poderá se manter depois de um impacto tão grande? Conseguirá levar adiante uma vida tão horrível depois de perceber que ela pode ser diferente? Sua situação, tanto na casa quando na vida de Asa está cada vez mais impossível de manter, mas ele não abrirá mão da única coisa que ama assim tão fácil.

A gente já sabe que essa autora não tem medo nenhum de nos levar por caminhos delicados e assuntos difíceis, mas Tarde Demais supera toda e qualquer outra obra já mencionada. Ela nos leva por caminhos de um cotidiano machista, do uso de formas cruéis de abuso, por um enredo intenso e atordoante de violência e consumição.

A escrita é tão bem feita e a composição das personagens é tão elaborada que, mesmo odiando Asa de morte, em momentos que o conhecemos como ele é em seu íntimo, sentimos muita pena dele.

Estou ainda abismada com a história que conheci, com tanto que vi diante dos meus olhos. É uma história sofrida, mas não nos dá tempo de chorar ou desesperar. O modo como foi escrito nos faz ler em uma velocidade incrível, tornando esse livro difícil de largar.

Os capítulos foram publicados conforme a autora escreveu no wattpad e ela assim nos explica no começo do livro. Conta também sobre os epílogos que escreveu e que, a meu ver, foram fundamentais para transformar essa obra em única e maravilhosa. Os epílogos foram fundamentais para acalmar meu sofrido coração e deixar o alento necessário que eu precisava, embora seja ainda mais eletrizante que todo o restante do livro.

É uma linda história, cheia de tudo o que um livro impressionante deve ter, mas não é para quem tem melindres ou “dedos” no que escolhe para ler. É cru, é visceral, é sombrio, é lindo mas, acima de tudo, é absurdamente real! Leia e se transforme com a história de Sloan, Asa e Carter, você não seguirá mais a mesma.

Beijinho e até a próxima 😉

Outras capas:

  



Um comentário

  1. Oi Lu, que resenha é essa <3 tá maravilhosa, maaas tenho que confessar aqui que esse é o primeiro livro da Colleen que não tenho certeza se tenho emocional pra ler, pelo menos por enquanto :/
    A história parece ser bem forte e não me vejo sentindo algo além de ódio desse Asa, contudo, como não li, isso pode mudar.
    Pelo que entendi, essa história tem um "pézinho" no Dark e infelizmente esse é um gênero que me aventuro bem pouco, pois é muito sofrimento. Ainda assim, amei a resenha, e vou preparar meu emocional pra mais na frente me jogar nessa leitura também :D

    ResponderExcluir