[RESENHA] Nas Brumas da Noite de Sandra Byrd


Livro: Nas Brumas da Noite
(Mist of Midnight)
Daughters of Hampshire #1
Autor (a): Sandra Byrd
Número de Páginas: 352
Editora: TopSeller

Sinopse: Um romance fascinante passado na Inglaterra vitoriana, repleto de mistério, intriga e perigo.
Em 1858, a jovem Rebecca Ravenshaw, filha de missionários, volta a Inglaterra após a morte dos pais, na Índia. Ao regressar, descobre que a sua identidade é questionada por todos, uma vez que uma impostora, que entretanto morreu, se fez passar por ela, assumindo o seu nome e ficando com a propriedade e o dinheiro da família.
Rebecca vê-se então obrigada a provar quem é para herdar o que lhe é devido, pois os seus bens estão agora na posse do Capitão Whitfield, um parente distante. Mas, sem o esperar e contra a sua vontade, Rebecca acaba por se apaixonar.
Estará o Capitão Whitfield igualmente apaixonado por Rebecca, tal como aparenta, ou apenas interessado na herança? E correrá Rebecca o risco de o seu destino ser o mesmo da pessoa que se fez passar por ela?

RESENHA por Luciana Corrêa da Silva.

Olá, como vão?

A resenha de hoje é uma novidade nas publicações de Portugal. Hoje trago Nas Brumas da Noite, escrito pela Sandra Byrd, uma autora bestseller que já publicou mais de 50 livros. Sandra teve muito sucesso com esse romance e recebeu excelentes críticas do USA Today, da Publishers Weekly e da Historical Novel Society. Ela adora ajudar novos autores, se quiser saber mais acesse www.sandrabyrd.com.

Rebecca Ravenshaw mora na Índia com os pais missionários, mas em 1858 ela é obrigada a voltar à Inglaterra, pois seus pais morreram e ela ficou sem ninguém. Ficou na Índia alguns meses à espera de poder voltar para o que considera seu lar, pois a Rebelião dizimou muitos dos missionários e ela não tem mais ninguém com quem contar. Ficou mesmo a passar necessidades em meio a tanta dor e desespero.

Mas a moça retorna feliz, apesar de tudo, só para descobrir que alguém assumiu o seu lugar. Uma moça vinda também da Índia, se passou por ela e agora a pobre Rebecca é a impostora. Ela é questionada por todos, recebe os olhares tortos e a falta de simpatia porque, para piorar tudo ainda mais, a tal moça morreu. Ela assumiu seu nome, sua propriedade, gastou o dinheiro da família, mas ninguém sabe quem ela é.

Agora Rebecca está diante de um desafio (mais um!), ela precisa provar quem é, para que assim possa herdar o que é seu por direito. As coisas só pioram quando ela descobre que um sombrio (mas lindo!) capitão está na posse de tudo o que ela tem, se ele não fosse um homem generoso ela nem teria como se manter. O tal capitão, um parente bem distante em sua linhagem é Whitfield, um homem que esconde muita coisa, mas não o interesse que tem pela casa da herança.

Diante de tantas mudanças e tantas provações, o convívio com tal homem acaba por acender em Rebecca uma paixão que vai além do puro desejo por um homem tão interessante e sombrio. Estará o atencioso e sedutor capitão também apaixonado por ela, ou quer somente a herança? Será que a pobre Rebecca terá o mesmo destino que quem fez se passar por ela, pelas mesmas mãos?

Que livro marcante e delicioso de ler! Fazia muito tempo que eu não lia um romance de época nesse estilo gótico e com tantos mistérios, amei. A Rebecca, uma moça com princípios e modos bem diferentes da sociedade da época, narra a sua vida e seus desafios na perfeição. Essa narrativa em primeira pessoa foi fundamental para que eu sentisse as mesmas coisas que ela sentiu, fez com que eu vivesse com mais profundidade seus sentimentos tão arrebatadores.

O clima de mistério, a bruma do lugar, os segredos do capitão e, em especial da criadagem… serviu para que eu mergulhasse na história e não conseguisse largar o livro enquanto não chegasse ao fim. Quem lê romances de época sabe bem como são os modos e a maneira de viver das pessoas, mas a narrativa de Rebecca tornou-se um deleite ainda maior. Do começo ao fim somos inebriados por uma série de acontecimentos que nos fazem ficar a roer as unhas, pois parece que a mocinha não pode confiar nem em sua própria sombra e ainda há o mistério a respeito da morte da impostora. Aliás, quem será a pobre moça sepultada na campa que leva seu nome?

É meu primeiro contato com essa autora e eu já virei fã, ela nos presenteia com um final eletrizante e maravilhoso e nos apresenta também uma nota ao final, que nos mostra que nem tudo no livro foi pura ficção. Mergulha no mundo dos missionários que levavam uma nova vida aos colonizados e aos percalços que eles passavam.

Enfim, se me deixarem escrevo um livro sobre o livro, que amei e indico a todos com alegria.

Beijinho e até a próxima. 😉

Série:
01. Nas Brumas da Noite;
02. Bride of a Distant Isle;
03. A Lady in Disguise.

Outras capas:

 


2 comentários

  1. Gótico era a palavra que estava procurando pra essa capa e vc citou na resenha Lu rsrs. E eu fiquei interessada e surpresa depois de lê-la. A história parece ser muito boa. Ainda não conhecia a autora mas já quero ler também ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lili, essa foi uma das melhores leituras, das mais diferentes e que me surpreenderam bastante. O livro não tem cenas de sexo (nenhuma), mas não faz falta. É eletrizante, misterioso, cheio de novidades... Adorei ler! Beijinho

      Excluir